Páginas

sábado, 26 de novembro de 2011

TOP 5 - Kiss

Uma das maiores instituições do rock 'n' roll (e tome clichê!), o Kiss tem uma carreira de mais de 30 anos e quase 20 discos de estúdio lançados... hoje em dia eu não rotulo mais o Kiss como heavy metal, hard rock ou afins, pra mim são três bandas que encarnam o título de rock 'n' roll: Rolling Stones, Motörhead e Kiss! E pronto! Vamos à lista...

#5
- Sonic Boom (2009)





Estabelecidos com Eric Singer e Tommy Thayer, usando as maquiagens clássicas, nos lugares de Peter Criss e Ace Frehley da formação original, o Kiss soltou esse baita disco em 2009, onze anos depois do lançamento de estúdio anterior, o ótimo Psycho Circus. "Modern Day Delilah" já abre o álbum com Paul Stanley soltando a voz em meio a riffs sensacionais e um refrão empolgante. "Russian Roulette" é outra que tem um refrão fudido, daqueles de deixar o público cantar, e eu não entendo como não esteve no set list da banda. "When Lightning Strikes" é outro dos destaques, cantada por Thayer, misturando perfeitamente a sonoridade mais rock 'n' roll dos anos 70 com a fase mais hard rock dos anos 80. Por falar em rock 'n' roll dos anos 70, "Yes I Know (Nobody's Perfect)" poderia estar em qualquer um dos seis primeiros álbuns da banda. Se fosse preciso escolher uma canção desse disco apra definir o Kiss, seria essa. Os singles "Say Yeah" e "Never Enough" também se destacam, e o baterista Eric Singer solta a voz em "All for the Glory". "I'm An Animal" está na linhagem daquelas canções mais lentonas que o Gene Simmons adora cantar. Esse disco só deixa a ansiedade para o próximo que sai em 2012.
Formação: Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Tommy Thayer (guitarra e vocal), Eric Singer (bateria e vocal)


----------------------------------------------------------------------------------


#4
- Kiss (1974)





O primeiro álbum do Kiss é um dos melhores álbuns de estréia do rock. "Strutter", uma das melhores canções da banda, é a primeira do disco e mostra bem a sonoridade banda, aquele rock 'n' roll despojado, com refrãos marcantes. Outros clássicos como "Nothin' to Lose", "Firehouse", com suas dobras de guitarra sensacionais, e "Cold Gin", todas ainda executadas ao vivo pela banda, vem na sequência. "Deuce" é outra que está entre as melhores não só do álbum, mas da carreira da banda. E o grande momento do disco para mim é o encerramento com "Black Diamond", que é usada até hoje para o encerramento de muitos shows da banda... cantada pelo baterista Peter Criss e com um riff sensacional, a levada da canção é empolgante e fecha o disco com chave de ouro.
Formação: Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Ace Frehley (guitarra), Peter Criss (bateria e vocal)


----------------------------------------------------------------------------------


#3
- Creatures of the Night (1982)





Apesar de aparecer na capa original do disco, o guitarrista Ace Frehley não gravou o álbum, e sim o então novo membro da banda, Vinnie Vincent, que chegou a compor três canções para o álbum. Creatures of the Night foi o último disco do Kiss com maquiagem, e foi na tour desse álbum que a banda veio ao Brasil pela primeira vez em 1983. Eu conheci a banda através de uma canção desse disco, o mega-clássico: "I Love It Loud". A faixa-título, "War Machine" e "I Still Love You" são outras das grandes canções do disco, e uma em especial é a minha favorita: "Saint and Sinner", acho a levada da canção e o som do baixo do Gene sensacional nesse som.
Formação: Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Ace Frehley (guitarra, só nos créditos e na capa), Vinnie Vincent (guitarra, nas gravações e na turnê), Eric Carr (bateria)


----------------------------------------------------------------------------------


#2
- Revenge (1992)





Depois de passar a década de 80 fazendo um excelente "hard rock farofa", nesse álbum o Kiss voltou a fazer um hard rock mais "sério" (sem menosprezo algum ao farofa, foi só o adjetivo que consegui achar... ouçam Asylum ou Crazy Nights e depois escutem Revenge que saberão o que eu quero dizer). Considero esse disco quase como uma sucessão natural ao Creatures of the Night. São dele as clássicas "Unholy", "I Just Wanna", "Take It Off", "Paralyzed", "Domino" e a linda balada "Every Time I Look At You". Um clássico!
Formação: Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Bruce Kulick (guitarra), Eric Singer (bateria)

 ----------------------------------------------------------------------------------


#1
Destroyer (1976)


Destroyer é o álbum definitivo do Kiss. Os grandes clássicos da banda estão aqui. Arrisco a dizer que se esse disco tivesse "Rock and Roll All Nite" o Kiss não precisaria ter lançado mais nenhum disco. "Detroit Rock City" com suas levadas insanas e viradas maravilhosas de Peter Criss abre o disco, "King of the Night Time World" dá sequência fantasticamente, e é aí que chega a maravilhosa "God of Thunder", daquelas mais lentonas e sinistras que o Gene curte cantar, com um refrão sensacional! "Great Expectations", "Flaming Youth" e "Sweet Pain" preparam o terreno para mais três clássicos que finalizam o disco: "Shout It Out Loud", com suas guitarras dobradas clássicas, a balada "Beth", cantada por Peter Criss, e o hit "Do You Love Me?". É só parar pra ver quantas dessas canções ainda são "obrigadas" a estarem no set list da banda... no mínimo seis delas.
Formação: Gene Simmons (baixo e vocal), Paul Stanley (guitarra e vocal), Ace Frehley (guitarra), Peter Criss (bateria e vocal)

Nenhum comentário: