Páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Dream Theater: Mike Mangini é o novo baterista


Desde a saída de seu líder, o baterista Mike Portnoy, no final de 2010, a grande questão que ficou na mente dos fãs (e das pessoas ligadas à cena em geral, mesmo sem curtir a banda) era: "quem será o novo baterista? quando vão anunciar?"
E demorou... cerca de seis meses. Portnoy saiu em outubro, a banda anunciou o novo baterista oficialmente hoje, mesmo já tendo rumores de jornalistas ligados nos bastidores (leia-se Eddie Trunk) dizendo que Mangini era o novo baterista e fim.
Durante essa semana, no canal oficial da Roadrunner no Youtube, a banda soltou três vídeos de cerca de vinte minutos de duração cada um, onde mostrava as audições dos sete bateristas escolhidos para fazerem testes, e no final um deles seria o escolhido. Uma coisa meio reality show.
Os sete bateristas foram:
  • Mike Mangini
  • Derek Roody
  • Thomas Lang
  • Virgil Donati
  • Marco Minneman
  • Aquiles Priester
  • Peter Wildoer

Essa lista também foi anunciada esta semana, até então sabíamos que haviam sete bateristas fazendo audições, mas ninguém sabia quem.
Eu particularmente dessa lista aí só achava que três faziam parte realmente dos sete: Donati, Lang e Minneman. Roody e Wildoer eu não conhecia bem. E Mangini e Priester eu não achei que seriam convocados. Que ironia!
Acho que todo mundo quando pensou em "maior banda de metal progressivo do mundo precisa de baterista", automaticamente pensou em Virgil Donati. Pra muitos era certeza. Era como juntar pizza com coca-cola.

Claro que os vídeos das audições foram editados de uma maneira para que a opinião dos caras da banda mostradas no vídeo fossem de acordo com o que foi mostrado.

As audições foram feitas em três dias e divididas em três partes para cada baterista: na primeira parte tocavam três canções da banda ("A Nightmare to Remember", "The Spirit Carries On" e "The Dance of Eternity"), na segunda rolava uma jam, e na terceira Jordan e Petrucci soltavam riffs com tempos quebrados para o baterista criar sua batida em cima, pra ver como funcionaria a mente criativa dos caras.

No primeiro vídeo teve Mike Mangini... destruindo tudo! Não dá pra dizer que não foi merecido... o cara tocou com uma garra emocionante, com aquelas caras e bocas, e outros detalhes.
No segundo vídeo começou com Derek Roody que claramente não se encaixou na banda, apesar de ser um grande baterista. Depois veio Thomas Lang que deixou os caras boquiabertos, porém nas palavras de Rudess, a banda já toca aquelas canções há anos e milhares de vezes, e não tem como muda-las agora, provavelmente se referindo ao fato de Lang ter posto nas canções da banda algumas coisas particulares suas.
Aí veio Virgil Donati que tocou com o seu traditional grip, muito legal de ver. Ele e Thomas são bateras do mesmo nível, provavelmente um nível acima de todos os outros, e por isso Donati, agora na visão de Petrucci, cometeu o mesmo "erro" de Lang, ao querer mudar linhas originais das canções da banda.
Depois foi a vez de Marco Minnemann, que foi um dos "finalistas". Minnemann DETONOU. Claro que pelo fato da banda ter ficado entre Mangini, ele e Wildoer, as partes mostradas dos três são partes em que detonaram mesmo.
Já no terceiro dia foi a vez do brasileiro Aquiles Priester, antes de mostrar a audição, os caras do Dream Theater comentaram do respeito que tem por ele pelo fato do Aquiles ter cancelado shows do Hangar para se dedicar a estudar as canções do DT, por ter passado por problemas com o visto nos EUA e tudo mais. Aquiles comentou que cometeu alguns erros e isso foi muito mostrado no vídeo. Foi legal ver a humildade do Aquiles perante os caras do Dream Theater também pedindo desculpas por ter errado no final da canção e ouvir depois de Petrucci que eles não estavam ali procurando alguém que tocasse a música apenas uma vez e fosse perfeito. James comentou também que nas bandas que trabalha, Aquiles exercia a função de líder, compositor, e que não é desse jeito que funcionaria no Dream Theater.
Pra finalizar, o terceiro candidato a vaga, Peter Wildoer, o mais novo dos candidatos e pra mim era o mais desconhecido. Peter já havia trabalhado com vocalista do DT, James LaBrie. A audição dele foi incrível também, quase no mesmo nível que Minnemann e Mangini.

Ao final de tudo a banda mostra que a escolha seria entre os três, e logo depois se resume a Minnemann e Mangini, apenas. Pelo que foi mostrado, os dois tiveram audições incríveis e foram muito bons. Não dá nem pra dizer quem foi melhor. Acho que a decisão levou muito em conta o relacionamento pessoal também, além de Mangini ter uma idade mais próxima a dos caras do Dream Theater também.

Enfim, quando Portnoy saiu eu nem pensava em como seria o Mangini lá, mas depois de ver os vídeos eu não poderia concordar mais com a escolha dos caras. Estou ansioso pra caramba para ouvir qualquer coisa nova da banda pra sacar como o Mangini vai trabalhar com o som mais prog da banda.
Para quem quiser ver os vídeos das audições:

Um comentário:

M.V "Shogum" disse...

Sou fã do Annihilator fico feliz pela escolha do Manginni, já que ele gravou um dos meus discos prediletos da banda "Set the World on fire".