Páginas

domingo, 11 de julho de 2010

O direito de torcer a favor ou contra quem eu quiser / Contra o patriotismo

Esse mês de copa eu passei com muita gente questionando minha "torcida", e por todo tipo de desaprovações "patrioticas".
Bom, para começar eu não sou patriota. Com todo respeito aos que sejam, tenho muitos amigos que são (mas falo patriotas de verdade, não esses que são de quatro em quatro anos), mas na minha opinião, o patriotismo e a religião, são as grandes mães da discórdia e das guerras do mundo.
Eu não vejo necessidade de torcer por alguém ou por algum coletivo porque esses são do país em que eu nasci.
Eu sempre torço para aqueles que considero os melhores, os mais talentosos. É assim em tudo, nos esportes que mais gosto como MMA e Formula 1... meus pilotos favoritos sempre foram Alain Prost e Michael Schumacher. Quando falo pra alguém que, para mim, o Schumacher é o maior da história... minha nossa... o mundo cai. Quando eu falo que torço para o Alonso contra o Massa, meu Deus... faltam me bater. Qual o problema de torcer pelo melhor? Qual o problema de querer ver o mais talentoso ganhar?
Às vezes é a favor do Brasil, às vezes é contra... se eu fosse vivo em 1970, talvez eu fosse o brasileiro mais empolgado com aquela seleção... assim como eu era muito empolgado com a seleção brasileira em 2002.
Se, derepente, eu me identificar com uma cultura qualquer... sei lá, vamos supor que eu goste da história da Alemanha, da cultura alemã, das lendas alemãs, de qualquer outra coisa alemã e decida torcer pela Alemanha numa copa do mundo? Qual o problema nisso?
Do mesmo jeito que nós brasileiros ficamos super contentes quando vemos algumas pessoas de fora declarando torcer pelo Brasil nesses eventos como a copa do mundo de futebol ou quando sai na "Contigo" a foto de algum astro de Hollywood com a camisa da seleção Brasileira... ficamos todos "orgulhosos", mas alguém daqui torcer pra uma outra seleção é "ofensivo".
Esse não é o meu caso. Eu não torço para outra seleção... torci sim, nesta copa do mundo de 2010, porque simplesmente é contra as minhas convicções torcer para uma seleção comandada pelo Dunga. Do mesmo jeito que eu admiro o Dunga por sempre se basear nas suas convicções e não trai-las, eu não posso trair as minhas e passar a torcer pela seleção Brasileira, que independente de qualquer coisa, sempre foi considerada a melhor do mundo, que entra numa copa do mundo de futebol, que supostamente deveria ser com os 23 melhores jogadores de futebol registrados brasileiros, com Felipe Melo, Gilberto Silva, Gilberto, Grafite, Michel Bastos, Julio Baptista... eu não podia torcer a favor de uma seleção, famosa por eficiência, competência, futebol-arte, ir para uma copa do mundo com SETE volantes e UM meia-armador... sendo que o único reserva para esse meia-armador não é nenhum dos volantes, e sim o lateral-direito reserva... tipo, como vou torcer pra um time desses?
Puxando a sardinha pro assunto futebol especificamente, eu gosto de times bons. E gosto de seleções que levam seus melhores jogadores para uma copa do mundo. Eu, levaria um Ronaldo gordo e jogando mal, mas não levaria Grafite. Eu levaria um Ronaldinho Gaucho sem jogar porra nenhuma, mas não levaria um Julio Baptista. Não estou falando que esses caras são soluções, estou dizendo que se for pra levar para uma copa quem ele levou, seria melhor levar esses caras.
Aí teve a polêmica "Ganson-Neymar"... quer saber? Tem que revolucionar mesmo... teria que ter levado os moleques sim, eles tavam com fome de bola, destruindo tudo, e se quer saber mais ainda, eles iam deitar e rolar em cima dos zagueiros duros da Holanda... fora que o entrosamento com o Robinho já estava feito. Qual o problema de ousar? Não levar os moleques para levar caras que tava jogando no banco de reservas de times brasileiros e europeus? Faz que nem a Alemanha... agora é moda aqui no Brasil elogiar a Alemanha, elogiar o Muller, o Ozil e tudo mais... mas é só observar e ver que eles são o "Ganso-Neymar" da Alemanha... o técnico alemão fez bonito. Convocou os moleques e eles detonaram. Não foram campeões, mas não perderam humilhados como eu considerei a derrota brasileira.
Então, basicamente por isso tudo, eu não torci pela Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo, eu não queria ser mais um apoiando esse tipo de mentalidade a se sagrar campeão mundial.
Fui torcendo para seleções diferentes durante a copa... comecei com Inglaterra e EUA, proque gosto das seleções. Passei depois para Costa do Marfim, e no final para Alemanha e Holanda... Parabéns para a Espanha, para a Holanda, para a Alemanha, para a Inglaterra e para as outras que eu citei... algumas dessas seleções foram bem, outras foram mal... mas todas elas levaram o que tinham de melhor. E craques, mesmo considerados velhos para o futebol, como Beckham e Ballack, só não foram para a copa por estarem lesionados, e não por birra de técnico.

Eu acho que as pessoas deviam deixar de levar o futebol tão a sério... as discussões sobre besteiras como essa seriam evitadas, pessoas deixariam de ser julgadas e etc... ou continuar levando a sério e levar também todos os outros esportes. Existe campeonato mundial de volei, de basquete, de handball, de tênis de mesa, de jiu-jitsu... e eu não vejo empresa nenhuma parando de trabalhar, dando folga, colocando televisão em ambiente de trabalho por causa desses campeonatos mundiais.

-------------------------------

E, para terminar o assunto, embora não trate exatamente e prioritariamente sobre o mesmo tema, indico a leitura desse post do meu amigo Saga, em que eu não conseguiria escrever nada tão eficiente como ele fez:

3 comentários:

M.V "Shogun" disse...

No fundo meu querido meu post também trata disso, mas o seu é bem mais direto. Mandou bem.

E obrigado por divulgar meu post, abraço!

scythium.alhazred disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
scythium.alhazred disse...

Se não me engano foi Nietzsche que disse alguma coisa como: "Não morreria por uma só palavra do que tenha dito, mas seria levado a fogueira pelo direito de trocar de opinião quantas vezes fosse necessário".
Concordo contigo Carlos. És um espirito livre e como tal é natural sofrer as consequências de tanta liberdade. A luz incomoda as trevas.